Home / NOTAS ANALÍTICAS / POLÍTICA INTERNACIONAL / AMÉRICA DO NORTE / [:pt]Coréia do Norte realiza novas ameaças aos EUA e eleva tensão sobre a península sul-coreana[:]

[:pt]Coréia do Norte realiza novas ameaças aos EUA e eleva tensão sobre a península sul-coreana[:]

Download PDF
[:pt]

Há tempos a Coreia do Norte vem realizando uma série de testes balísticos com o intuito de transmitir uma mensagem para o mundo, em especial, para os Estados Unidos (EUA). Em notas anteriores, o CEIRI NEWSPAPER relatou a atual posição do Governo norte-americano, que agora se encontra sob a administração do presidente Donald Trump, e a mais recente diz respeito ao que denominou “fim da paciência estratégica”, que, segundo o Secretário de Estado, Rex Tillerson, corresponde a possibilidade de um ataque preventivo à Península norte-coreana.

No entanto, na última quarta-feira, 5 de abril, nas vésperas do encontro entre os presidentes Trump e Xi Jinping, militares norte-coreanos dispararam um novo projetil identificado como um míssil balístico de curto alcance, que atingiu o mar entre a Península Coreana e o Japão. De acordo com autoridades norte-americanas, o foguete percorreu 60 quilômetros até seu destino final e teve como intuito responder as novas diretrizes políticas do Governo Trump.

O Departamento de Estado dos EUA respondeu ao ataque por meio de declarações vindas da Casa Branca, a qual deixou claro que o Governo norte-americano já deu “amplas declarações sobre a Coreia do Norte e não há nada a acrescentar”, referindo-se ao pronunciamento do Secretário de Estado, Rex Tillerson, no dia 17 de março. Já o Japão condenou severamente a atitude norte-coreana, enquanto que a Coreia do Sul, como de costume, convocou o Conselho de Segurança Nacional, juntamente com seu Exército, para que fiquem em alerta máximo.

Contudo, mesmo após o ocorrido, os presidentes da China e dos EUA cumpriram suas agendas e reuniram-se na casa de férias do presidente Trump, na Flórida, no dia posterior ao ataque, dia 6 de abril, para, juntos, discutirem assuntos delicados referentes à Coreia do Norte, ao Mar do Sul da China e à relação comercial entre ambos os países. Segundo analistas internacionais, espera-se desse encontro que os dois Chefes de Estado, em atitude diplomática, entrem em uma nova fase política, ao deixarem margem para futuras negociações.

———————————————————————————————–                    

Imagem 1 Um mapa que descreve Coreia norte com um símbolo de advertência da radiação e a bandeira da Coreia Norte, faz relação aos testes com arma nuclear da Coreia norte, no 21o Século” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Programa_nuclear_norte-coreano#/media/File:North_Korea_nuclear.svg

Imagem 2 Grande Muralha da China (à esquerda) e a Estátua da Liberdade (à direita), símbolos icônicos da cultura dos dois países” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Relações_entre_China_e_Estados_Unidos

[:]

About Ana Raquel Cordeiro - Colaboradora Voluntária Júnior

Graduada em Relações Internacionais (2014) pela Universidade da Amazônia – PA e profissionalmente atua com gestão de empresas. Áreas de interesse em pesquisa são em Marketing e mídias Internacionais, Conflitos bélicos e étnicos de interesse internacional, dentre outros.

Check Also

Medidas governamentais de atenuação dos efeitos da seca em Cabo Verde

Cabo Verde enfrenta um período de estiagem severa que se prolonga desde o início deste ...